Innovating Your Practice, Unleashing Your Potential™

Claude Gordon - Master Teacher (The Brass Herald, October 2008 issue) by Jeff Purtle

O meu primeiro encontro pessoal com Claude foi no verão de 1984 no seu CG Brass. Eu fui imediatamente surpreendido pela sua forma de encorajar e pela sua atitude positiva. Ele acreditava que qualquer um poderia vir a tornar-se um grande instrumentista, contrariamente ao que outros dizia ser somente possivel para aqueles com o Dom de tocar. Ele demonstrou como todos os grandes instrumentistas, tocavam da mesma maneira e usavam alguns fundamentos relativos a  (i.e. defined as The Seven Basic Items....Os Sete Princípios Básicos) e que poderiam ser executados por qualquer pessoa.

Eu comecei por ter lições privadas com Mr. Gordon em 24 de Julho de 1984 com a idade de 16 anos. Eu estudei com  continuamente por mais 10 anos e tornei-me um dos membros do Staff dos seus CG Brass Camp.

No meu primeiro brass camp eu aprendi acerca dos Sete Princípios Básicos. Nessa altura entendi como tudo funciona antes de experimentar na práctica. A clareza das Palavras de Claude foram somente ultrapassadas pela sua habilidade de de transmissão para cada um dos alunos. Lógicamente que as suas palavras foram limitadas e as rotinas caminharam comigo no meu percursos de desenvolvimento. Ele mantinha contacto com os seus alunos e como o seu tocar. Ele experimentou e passou pelas mesmas dificuldades no desenvolvimento de um estudante, e sabia como direccionar os seus estudantes pelo facto de já lá ter passado também.

Claude acreditava que as leis da natureza não mudam. Ele comparou a maneira de se tocar com a maneira de voar. Se nós podemos ter entendimento e confiança que uma avião voa,  então nós podemos ter a mesma confiança de que podemos tocar. Era por isso que Claude acreditava que qualquer pessoa podia tocar este  “piece of pipe...Pedaço de Metal” ao qual nós chamamos de instrumentos de sopro (Metais).

Claude era um homem de trabalho arduo, ensinava em San Francisco e em  Los Angeles, voando no seu avião entre esta duas cidades com periodos de descanso na sua casa  em  Big Bear Lake, California. Em certa altura ele constumava ensinar sem parar desde as 8 am até á meia noite, comendo durante as lições conforme os estudante lhe trazia comida. Claude sentava-se na sua secretária enquanto ensinava.  Ele escrevia as tarefas designadas para cada aluno e observando-o a tocar e tomando algumas notas no seu próprio livro. Nos meus dez anos de estudo, Mr Gordon nunca tocou uma só nota musical na lição, o que parece estranho. Mas, era uma pessoa de muita sabedoria sabendo em como dizer as coisas importantes e de forma simples que dirigiam os estudantes no caminho certo. O seu comentário acerca de não tocar era “Tu não me estás a pagar para tocar para ti. Tu estás a pagar-me para te ensinar.”  Contudo, existem algumas histórias de alguns estudantes terem algumas demonstrações de Claude, quando ele viu que eles precisavam de prova de que era possivel se fazer algo de forma fácil se fosse feita correctamente.

Claude era uma pessoa muito organizada. Cada tarefa designada “routina” era escrita e colocada numa pasta para ser trazia para cada lição. As coisas eram escritas em detalhes como  o que practicar e em que ordem. Ainda hoje tenho essa pasta de dez anos de practica e continuo a aprender com ela. Claude sempre ouvia o material que se seguia e nunca o material que estava para trás. Ele tinha também a sabedoria e paciência de saber quanto tempo deixar o estudante num determinado exercício, até ser produzido o efeito que ele esperava. Eu, como outros, lembro-me de fazer alguns dos exercícios por 8 meses até que finalmente o trabalho fosse concluido. Ele era inteligente em fazer variações sutis por forma a manter as coisas interessantes para o aluno reforçando simultâneamente o efeito desejado.

 Claude era uma pessoa muito determinada era um homem que nunca  deixaria qualquer obstáculo  detê-lo ou até mesmo retarda-lo. Ele ultrapassou uma cirurgia de Bypass e gravou um video de ensino para a Companhia da Selmer semanas após a cirurgia. Submeteu-se a um tratamento de radiação para o cancro e dobrou os tratamentos para poder estar a tempo do anual brass Camp. Ele estava ansiosa por dizer aos seus estudantes que tudo no livro de Herbert L. Clarke’s Technical Studies podia ser tocado por qualquer pessoa. Se Clarke dissesse para fazer uma página num só fôlego (Exemplo:O Etude do 5º Estudo), então o faria em duas vezes num só fôlego. Ele practicava os seus estudos alangando a sua extensão desde quadruplo pedal C até ao  triple high C e mais . Ele tal como Clarke sugiria aos seua alunos dizendo  “não parem até aonde eu fui, mas continuem indo mais longe do que eu.”

Claude Gordon Handwritten Manuscript

Cada página continha anotações carimbadas e lembretes. Os trâs carimbos de borracha que el usava diziam “Big Breath, Chest Up”, “Watch The Tongue” e “Lift Fingers High, Strike Valves Hard”. Ele era sempre optimista, realista e totalmente honesto, nunca prometendo irrealidades. Ele amava os seus estudantes  e o que o deixava muito irritado era a maneira de como  os músicos de instrumentos de sopro "brass players" abusavam e até tiravam vantagem mentindo. Eu sempre deixava as lições pensando que poderia vir a ser um grande trompetista. A sua habilidade para motivar vinha das sete items básicos e como funcionavam na mesma maneira para qualquer um.

Em 1988 tragédia bateu á sua portas pois a mulher com quem esteve casado desde os seus 19 anos faleceu. Pouco tempo depois dois dos seus filhos faleceram também e foi-lhe diagnosticado um cancro.

Depois de ter ultrapassado estas perdas ele começou a ensinar novamente. Eu e outros quatro alunos de longa data do Senhor Claude, começamos a ter aulas pedagógicas com CG . As aulas duraram um ano e nós recebemos instruções únicas de como Claude ensinava e a maneira como ele começou. E foi naquele instante que eu ganhei mais respeito, aprendendo que haviam muitas mais coisas que ele sabia e sua vontade de passar essas coisas para os alunos. Ele sabia como corrigir as routinas sem que o estudante se preocupasse e mantendo sempre o foco sobre os assuntos  fundamentais.

 

Criactividade era uma qualidade que Claude expressava nos seus vários livros. As routinas tinham com frequência manuscritos com exercícios escritos pelo Claude. Ele seriam testados primeiramente nele próprio e só depois em seus alunos e trabalhos na routina quando apropriado. Alguns desses exercícios foram publicados em seus livros tão conhecidos. Todo o material de Claude mostra o seu passo a passo systema apropriado"systematic approach" Um dos segredos do seu sucesso era sua mulher. Ele casou com  Genivieve (Ginny) dias depois de a ter conhecido. Eles tinham 19 anos de idade e depois mudaram-se para Helena, Montana em Los Angeles na era da depressão para que Claude pudesse estudar com Clarke.

 Ginny era chamada de "mãe" por todos pois ela adicionava o seu toque especial. Eu ainda tenho as cartas escritas por ela do meu primeiro acampamento para sopros "brass camp". Ela tirava tempo para conhecer cada estudante. Assim libertava Claude  para pensar somente no que dissesse respeito a tocar e ensinar. O falecimento de Ginny foi uma batalha muito maior do que a sua batalha do seu cancro e cirurgia ao coração. Depois da morte de  Ginny Claude casou com Patty, que tomou conta dele nos seus últimos dias de vida e ainda aprendeu piano e música com ele. Claude faleceu em 16 de Maio de 1996 em sua casa no Big Bear Lake, California.

Os artigos seguintes serão acerca dos ensinamentos de Claude Gordon e Herbert L. Clarke inclui os Sete Items Básicos e em como aplicar os ensinamentos.

Jeff Purtle estudou dez anos com Claude Gordon, ensinou no CG Acampamento de Sopros"Brass Camp", e foi certificado directamente por Dr. Gordon em ensinar de acordo com os seus princípios. Jeff tem ensinado desde 1984 e em  2004 adicionou video chat para estudantes no seus estudio em Greenville, South Carolina.

302 Sweetbriar Road
Greenville, SC 29615 USA
864.292.3532
Connect using FaceTime

Copyright © 1999-2014 by Purtle.com

Powered by Drupal